Seguir o O MINHO

Alto Minho

Alto Minho reabre feiras e mercados não alimentares a partir de 05 de abril

Estado de emergência

em

Feira de Viana. Foto: dkixot | Até brilhas

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho, estrutura que integra os dez concelhos de distrito de Viana do Castelo, informou hoje que as feiras e mercados não alimentares vão reabrir a partir de 05 de abril.

Em comunicado, a CIM do Alto Minho adiantou que a decisão foi tomada em “reunião extraordinária” do seu conselho intermunicipal da CIM Alto Minho, realizada na terça-feira.

“Os municípios do Alto Minho decidiram autorizar, a partir do dia 05 de abril, a realização de feiras e mercados não alimentares que cumpram as condições de segurança e as orientações definidas pela Direção Geral da Saúde (DGS)”, sustenta a nota da CIM, com sede em Ponte de Lima.

A decisão das autarquias surge “na sequência da resolução do Conselho de Ministros n.º 19/2021, que estabelece uma estratégia de levantamento de medidas de confinamento no âmbito do combate à pandemia da doença covid-19”.

A CIM do Alto Minho foi constituída em outubro de 2008 e engloba os municípios que correspondem à Unidade Territorial Estatística de Nível (NUT) III do Minho-Lima.

Integram a associação os concelhos de Arcos de Valdevez (PSD), Caminha (PS), Paredes de Coura (PS), Ponte de Lima (CDS-PP), Valença (PSD), Viana do Castelo (PS), Vila Nova de Cerveira (Movimento independente PenCe – Pensar Cerveira), Ponte da Barca (PSD), Monção (PSD) e Melgaço (PS).

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.745.337 mortos no mundo, resultantes de mais de 124,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.814 pessoas dos 819.210 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Populares