Seguir o O MINHO

Ave

Alegado autor de atropelamento na ciclovia Famalicão-Póvoa culpa quem lhe emprestou o carro

Acidente

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

O homem que foi identificado pela GNR como presumível autor de um atropelamento de ciclista seguido de fuga, na passada quarta-feira, no troço da ciclovia Famalicão-Póvoa que atravessa Laúndos, descartou responsabilidade do ato e culpa quem lhe terá emprestado o carro.

Segundo avança o Jornal de Notícias, a GNR tinha recebido uma queixa de furto da viatura que terá sido identificada como envolvida no acidente, mas o homem que reportou o roubo da viatura terá agora assumido que emprestou o carro ao alegado autor.

Agora, o homem identificado diz que não teve nada a ver com o atropelamento e que a culpa será do amigo que lhe emprestou o carro e que depois o denunciou por furto. Nenhum dos dois tem carta de condução.

Recorde-se que Miguel Sampaio, com raízes maternas na Póvoa de Varzim e paternas em Famalicão, estudante de medicina em Barcelona, ficou em estado grave, sendo transportado para o Hospital de São João, no Porto, onde corria o risco de ver um braço amputado. Desconhece-se, para já, se o jovem de 24 anos conheceu melhorias do seu estado clínico.

Populares