Seguir o O MINHO

Guimarães

Aldi abre novo supermercado em Guimarães no final do verão

Multinacional vai expandir-se também para Viana e Famalicão

em

Foto: Divulgação / Aldi

A multinacional alemã Aldi vai ter um segundo supermercado em Guimarães, na freguesia de Nespereira, com abertura prevista para o final do verão, adiantou fonte da empresa a O MINHO. Viana do Castelo e Famalicão são as próximas cidades do Minho onde a marca quer chegar.

A celebrar 16 anos em Portugal, a Aldi prevê abrir um total de 20 lojas até ao final de 2022 e chegar a novas zonas do país. “Guimarães Matosinhos, Palmela (Quinta do Anjo) e Loulé são algumas das aberturas previstas para o segundo semestre do ano”, explica o retalhista alimentar em comunicado.

Com o objetivo de alcançar as 200 lojas nos próximos anos, a Aldi pretende expandir-se para novos locais, como Viana do Castelo e Famalicão. Fonte da empresa esclareceu a O MINHO que, para estas, não há ainda datas previstas para a abertura.

Recorde-se que na região do Minho a Aldi já está instalada em Braga (Lamaçães), Guimarães (Creixomil), Esposende e Caminha (Vila Praia de Âncora).

“Estimamos que o segundo semestre de 2022 seja um período de grande crescimento e consolidação. Não só no que diz respeito à abertura de novas lojas, mas também no que diz respeito ao desenvolvimento e à valorização das nossas pessoas. Estamos muito satisfeitos com os resultados que alcançámos nestes 16 anos e muito entusiasmados com o futuro da ALDI em Portugal. O balanço que fazemos é muito positivo”, refere Wolfgang Graff, CEO da Aldi Portugal, citado em comunicado.

Entretanto, a Aldi vai também abrir um novo Centro de Distribuição, em Santo Tirso, localizado no futuro parque industrial da Quinta da Chinesa. Vai contar com uma área de construção aproximada de 40 mil metros quadrados, cerca de 80 cais de carga/descarga para camiões e 200 lugares de estacionamento, num investimento que ronda os 50 milhões de euros, que vai criar 200 empregos.

Atualmente, a Aldi conta com cerca de 2.500 colaboradores, número que “tem vindo a crescer e a acompanhar o seu plano de expansão”. Até ao final do ano, a empresa pretende “continuar a aumentar as suas equipas, estimando a contratação de cerca de 450 novos colaboradores”.

EM FOCO

Populares