Águas do Alto Minho investe 3,47 milhões em três freguesias de Viana do Castelo

17 quilómetros de rede de drenagem de águas residuais
Foto: DR / Arquivo

A empresa Águas do Alto Minho vai investir 3,47 milhões de euros na expansão da rede de drenagem de águas residuais de três freguesias de Viana do Castelo, num total de mais de 17 quilómetros, foi hoje divulgado.

De acordo com o anúncio da abertura do concurso público da empreitada, pelo valor base de 3,475,000.00 euros, hoje publicado em Diário da República (DR), a expansão da rede de drenagem de águas residuais abrange as freguesias de Carvoeiro, Deão e Deocriste.

Segundo aquela publicação, a empreitada inclui a execução de 5,9 quilómetros de rede de águas residuais e uma estação elevatória na freguesia de Carvoeiro.

Já nas freguesias de Deão e Deocriste, adianta, serão executados 11,7 quilómetros de redes de águas residuais.

A AdAM é detida em 51% pela Águas de Portugal (AdP) e em 49% pelos municípios de Arcos de Valdevez (PSD), Caminha (PS), Paredes de Coura (PS), Ponte de Lima (CDS-PP), Valença (PS), Viana do Castelo (PS) e Vila Nova de Cerveira (PS), que compõem a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho.

Três concelhos do distrito – Ponte da Barca (PSD), Monção (PSD) e Melgaço (PS) – reprovaram a constituição daquela parceria.

A AdAM, com sede em Viana do Castelo, começou a operar em janeiro de 2020, “dimensionada para fornecer mais de nove milhões de metros cúbicos de água potável, por ano, e para recolher e tratar mais de seis milhões de metros cúbicos de água residual, por ano, a cerca de 70 mil clientes”.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Persegue ex-companheira do Alentejo até Famalicão para a violar

Próximo Artigo

UE vai avançar com mais sanções à Rússia devido a atrocidades

Artigos Relacionados
x