Seguir o O MINHO

Braga

Agente da PSP insulta jornalista antes do SC Braga-FC Porto

Momentos antes do início do jogo

em

Foto: Joaquim Gomes / O MINHO

Um agente da Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial da PSP de Braga insultou um jornalista, que fotografava uma carga policial, antes do jogo SC Braga-FC Porto, mandando-o “para o ca**lho”, enquanto outro agente procurava tapar o ângulo de visão e o chefe da equipa disse que “a máquina fotográfica do jornalista não tinha rolo”.

Este é o resumo de uma intervenção policial que estava a decorrer com toda a normalidade junto à zona das bilheteiras, descambando no insulto ao jornalista, com o chefe da equipa a dizer que iria expulsar o jornalista, devidamente identificado e credenciado para reportar o jogo, referindo alto e bom som, que “o jornalista não está a trabalhar para lado nenhum”.

A situação provocou vergonha alheia, por parte de adeptos de ambos os clubes, momentos antes do início do jogo, admirados por verem um agente da PSP, fardado, por várias vezes a dizer ao jornalista: “vai para o ca**lho!”, enquanto o outro tapava o ângulo ao jornalista.

Valeu ao jornalista que um grupo de oficiais da PSP de Braga passava no local, quando o chefe da equipa tentava expulsar o jornalista, com a credencial e a carteira profissional de modo bem visível, repondo-se assim a legalidade na zona, até por o comandante distrital, superintendente Pedro Teles, ter sido logo informado pelo próprio jornalista daquilo que se tinha acabado de passar, numa altura em que o clima era mais hostil contra o repórter do que contra os adeptos sobre quem os agentes da PSP de Braga tinham feito uma carga policial, com um adepto algemado, numa ação realizada de forma correta e proporcional.

Agentes oriundos do Comando Metropolitano da PSP do Porto, do Corpo de Intervenção da Unidade Especial de Polícia, também procederam a intervenções junto dos adeptos, só que não se imiscuindo no trabalho dos jornalistas, a quem os adeptos também respeitaram.

Populares