Seguir o O MINHO

Braga

Agente da Polícia Municipal de Braga agredida por vendedor ambulante

Agressões

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

Uma agente da Polícia Municipal de Braga foi agredida com um soco na cara, ao início da manhã desta terça-feira, no centro histórico de Braga, disse a O MINHO fonte daquela autoridade.


De acordo com Paulo Barroso, coordenador, a agente estava a fiscalizar a venda ambulante no centro de Braga quando abordou um indivíduo que estava a vender sem licença, pedindo-lhe para retirar o material da via pública.

Este terá contestado e decidiu não acatar a ordem da autoridade, acabando por ser algemado no local, em frente ao Posto de Turismo, no topo da Avenida da Liberdade.

Vendedor ambulante terá agredido “inadvertidamente” agente da PM de Braga

Durante a manietação do vendedor, o mesmo terá desferido um murro na boca à agente, acabando por lhe causar ferimentos.

Acabou por ser detido e conduzido para uma cela enquanto aguarda ida a tribunal, durante esta tarde, em Braga.

Paulo Barroso lamenta este tipo de situação que se tem tornado recorrente, apontando faltas de respeito para com os agentes no exercício das suas funções.

A PM de Braga não tem tido mãos a medir com um elevado número de queixas relativamente a estacionamentos abusivos, mas, sobretudo, por causa do incumprimento das regras estipuladas face à pandemia de covid-19.

Esta agressão já foi condenada pelo Sindicato Nacional da Polícia Municipal (SNPM), que prestou solidariedade à agente agredida, deixando críticas à gestão da polícia por parte do comando de Braga.

Em comunicado, o SNPM “não pode deixar de apontar o dedo à forma como se procede a organização do pessoal, em patrulhas singulares colocadas na rua que podem potenciar tais cenários de conflito”.

“É preocupante o aumento de agressões aos agentes da autoridade o que leva a reflectir nas condições laborais fornecidas aos agentes, desde já pela pela aproximação ano a ano do salário mínimo, fraco estatuto e a ausência de atribuição de subsídio de risco”, denuncia aquele sindicato.

Anúncio

Braga

Mercado municipal de Braga reabre no início de dezembro

Câmara lança hasta pública para lugares vagos

em

Foto: DR

O mercado municipal reabre no começo de dezembro. O Executivo Municipal bracarense aprecia, na manhã desta segunda-feira, em reunião de Câmara a realizar nas instalações do gnration, o procedimento de hasta pública para a concessão de licença de ocupação dos lugares e locais de venda disponíveis no Mercado, na sequência da prévia atribuição de espaços aos 200 comerciantes históricos que já marcavam presença no equipamento.

O Mercado contará, nesta fase, com 13 novos espaços disponíveis para comerciantes do setor alimentar, abrindo também a possibilidade de entrada de produtos que reflitam novas tendências alimentares.

Nesta reunião, será apreciado o programa de procedimento de hasta pública para a ocupação de 5 bancas para venda de flores e hortofrutícolas, 2 talhos e 6 lojas interiores. O regulamento identifica a área do espaço e sua localização, atividade a que se destina e preço base de licitação de cada um dos lugares, assim como a respetiva taxa mensal.

Na ocasião, em análise estarão, ainda, entre outros assuntos, contratos interadministrativos de Delegação de Competências a celebrar com diversas freguesias e uniões de freguesias do concelho e propostas de apoios financeiros.
A ordem de trabalhos da Reunião está disponível para consulta (ver aqui).

Continuar a ler

Braga

Mais 99 casos de covid-19 no concelho de Braga nas últimas horas

Covid-19

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O concelho de Braga regista mais 99 casos positivos de infeção por covid-19 em 24 horas.

Estes dados, apurados por O MINHO junto de fonte local da saúde, são reportados ao período entre as 18:00 de sexta e as 18:30 de sábado.

Por não conseguirmos obter o número de casos recuperados, não é possível divulgar com precisão o número de casos ativos no concelho, mas o número já superou os 500.

O concelho registava, na sexta-feira, 1.579 casos de recuperações do SARS CoV-2 desde o início da pandemia.

Em termos acumulados, são 2.198 casos de pessoas infetadas com o novo coronavírus, mais 99 em relação à última atualização, ontem.

Lamentam-se ainda 74 óbitos, número que permanece igual desde o passado dia 16 de junho.

O número de pessoas em isolamento sob vigilância da autoridade de saúde é de  605, menos 22 em relação à última atualização.

Continuar a ler

Braga

Porto caminhou pelo Tomás (e nem a PSP ficou indiferente)

Solidariedade

em

Foto: Facebook de "Pelos Sonhos do Tomás"

Um grupo de cidadãos portuenses organizou este domingo uma caminhada solidária para sensibilizar a população daquela cidade para a causa do pequeno Tomás, de Braga, que precisa de ajuda financeira para cumprir tratamentos contra um cancro agressivo em Barcelona e nos Estados Unidos da América.

Durante esta manhã, o grupo, devidamente autorizado pelas autoridades, caminhou junto à marginal do rio Douro, entregando pequenos folhetos informativos sobre esta causa.

Numa breve nota publicada nas redes sociais, os pais de Tomás mostram-se de “coração cheio”, agradecendo aos portuenses pela iniciativa, onde nem agentes da PSP faltaram no apoio.

O pequeno Tomás, de 7 anos, precisa de ajuda financeira para conseguir fazer um tratamento a um cancro no estrangeiro. Para esse efeito, foi criada uma conta solidária para ajudar os pais, residentes no concelho de Braga.

Os pais explicam que, no passado dia 20 de setembro de 2019, o Tomás foi diagnosticado com um neuroblastoma, um cancro agressivo e invasivo. Passados alguns dias, a 01 de outubro, foi-lhe ainda diagnosticada uma amplificação de MYCN, a forma “mais terrível, agressiva e invasiva de cancro” dentro do neuroblastoma.

Após vários tratamentos em Portugal, tudo parecia estar bem encaminhado para a recuperação do menino, mas, na passada semana, caiu “uma bomba” na vida daquela família, ao perceberem que o mesmo cancro tinha voltado.

“O atordoamento, a dor esmagadora fizeram parte deste dia. Tínhamos passado por tantas provações, o Tomás já sofreu tanto com tantos tratamentos e afinal os tratamentos em Portugal revelaram-se ineficazes porque o cancro voltou”, desabafam os pais, que decidiram “não desistir”.

“Afinal, sempre fomos voluntários em mil e um projetos solidários, sempre fomos aqueles que ajudavam e não pediam ajuda”, indicam os pais, acrescentando que foram sempre recusando ajuda ao longo do último ano.

No entanto, a situação alterou-se, e agora o objetivo da família é conseguir levar o Tomás a Barcelona e aos Estados Unidos da América para fazer tratamentos que têm “um custo avultadíssimo”.

Os pais revelam que o pequeno Tomás já passou por oito ciclos de quimioterapia, uma cirurgia altamente invasiva, um autotransplante que o confinou num quarto durante mês e meio, vários ciclos de radioterapia e três ciclos de imunoterapia

“Ainda assim recuperava sempre e sorria. É um lutador e merece que lutemos por ele”, escrevem os pais.

“Assim, por muito difícil que seja para nós, estamos a pedir a ajuda que cada um puder e quiser dar para que possamos ir com o Tomás para Barcelona e Estados Unidos fazer os tratamentos orientados em concordância com a equipa clínica que acompanha o Tomás no IPO do Porto e que podem salvá-lo para dar seguimento aos seus sonhos de ser jogador de futebol e de aprender artes marciais para ensinar a mana Constança”, acrescentam.

Os donativos podem ser feitos através do IBAN PT50 0007 0000 0051 0803 9412 3.

Continuar a ler

Populares