Seguir o O MINHO

Região

Adjudicada eletrificação de troço espanhol da linha Porto-Minho-Vigo

Trajeto incluiu a Linha do Minho

em

Foto: Wikipedia

O Administrador de Infraestructuras Ferroviarias (Adif) adjudicou, esta quinta-feira, por um 1,78 milhões de euros, o projeto de eletrificação do troço Guillarei-Tui, na Galiza no âmbito da modernização da ligação Vigo-Porto, anunciou aquela entidade.

Num comunicado publicado na sua página oficial, a Adif revela que o contrato foi adjudicado à Telice por 1.78 milhões de euros (IVA incluído), tendo um prazo de execução de 6 meses.

A obra prevê a instalação do sistema completo de linhas aéreas de contacto, composto por uma catenária híbrida transformável, efetuada a partir do triângulo Guillarei para o limite antes da ponte internacional no rio Minho, que faz fronteira com Portugal, bem como eletrificação da linha férrea Tui nas trilhas 1, 2 e 4.

Para além disso, explica a Adif na nota publicada, a empreitada prevê, no âmbito da sinalização e comunicações, a adaptação e manutenção das instalações de segurança afetadas pela eletrificação do troço Guillarei-Tui.

Este contrato, com um orçamento de 18,1 milhões de euros (incluindo IVA), inclui ainda o trabalho em instalações de sinalização secção Guillarei-Tui e suas secções adjacentes, nomeadamente a “substituição do atual bloqueio telefónico entre as estações de Tui e Valença do Minho (Portugal) que será também substituído por um bloco BAU (Bloqueio Automático em Via Única) centralizado com contadores de eixo”.

Segundo a Adif a eletrificação desta secção, com cerca de cinco quilómetros de comprimento, faz parte dos acordos bilaterais entre a Espanha e Portugal para a melhoria dos serviços ferroviários transfronteiriços.

Em declarações à Lusa, Xoan Mao, secretário-geral do Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular, organismo que agrega 38 municípios portugueses e galegos, congratula-se com a adjudicação deste troço, mas sublinha, contudo, que esta é apenas mais uma etapa.

“Isto era importante, mas depois é preciso avançar solução com a saída Vigo Sul”, afirmou.

Segundo aquele responsável, é expectável que a eletrificação do troço Guillarei – Tui esteja terminada até ao final de 2020.

A Infraestruturas de Portugal anunciou a 29 de fevereiro de 2016 a aprovação da modernização e eletrificação de toda a Linha do Minho, que será implementada em duas fases: uma inicial, no troço de Nine – Viana do Castelo (43,6 quilómetros), e outra entre Viana do Castelo e Valença, ambos em execução.

Já a eletrificação do troço Nine – Viana do Castelo foi adjudicada a 30 de janeiro de 2017, pelo valor de 16 milhões de euros, e está previsto que esteja concluída no terceiro trimestre de 2018.

O projeto de modernização da Linha do Minho inclui ainda eletrificação Nine – Valença do Minho, a supressão de passagens de nível, novas subestações, intervenções em túneis e pontes, e instalação de sistemas e telecomunicações sinalização, com um investimento total de 832 milhões de euros.

Anúncio

Região

Condutora de 50 anos detida com 1,35 g/l de álcool após acidente de viação em Famalicão

No domingo

em

Foto: Ilustrativa

A PSP anunciou hoje a detenção, em Famalicão, de uma mulher de 50 anos que acusou uma taxa de álcool no sangue de 1,35 gramas, após ter sido interveniente num acidente de viação.

Em comunicado, a PSP refere que a detenção ocorreu no domingo, pelas 18:30, numa rua daquela cidade.

A detida foi notificada para comparecer junto do Tribunal Judicial de Vila Nova de Famalicão.

Continuar a ler

Famalicão

Conselho Estratégico do PSD debate em Famalicão propostas para melhor política de educação

Conselho Estratégico Nacional (CEN) é responsável pela elaboração do Programa Eleitoral para as próximas Eleições Legislativas

em

David Justino, coordenador nacional do CEN. Foto: Divulgação / Arquivo

“Descentralização administrativa na Educação”. É este o tema escolhido pelo Conselho Estratégico Nacional (CEN) do PSD para um debate que decorre hoje, segunda-feira, pelas 21:30, na Casa das Artes em Vila Nova de Famalicão.

De acordo com o coordenador distrital da CEN, Emídio Guerreiro, a conferência, que terá como ponto de partida de análise e discussão, a experiência do Município na matéria, conta com intervenções de Leonel Rocha, vereador local da Educação e Jonas Maciel, diretor do agrupamento escolas de Gondifelos.

O encerramento está a cargo de David Justino, coordenador nacional do CEN e ex-ministro da Educação.

Em setembro haverá um segundo debate no distrito sobre os problemas da educação e respetivas propostas para um plano de governo a apresentar aos eleitores, intitulado “que escola temos, que escola queremos!” e que centrará a discussão em torno de aspetos como os da avaliação e da flexibilidade curricular.

Continuar a ler

Braga

PSP de Braga cria equipas para “resposta imediata” à criminalidade violenta

EPRI’s – Equipas de Prevenção e Reação Imediata

em

Foto: Facebook de Comando Distrital de Braga da PSP

O Comando Distrital de Braga da PSP dispõe, a partir de hoje, de Equipas de Prevenção e Reação Imediata (EPRI), para uma “maior eficácia” no combate à criminalidade, em particular à violenta e grave.

Em comunicado, a PSP refere que as EPRI visam garantir uma resposta “rápida e eficaz” àquele tipo de ocorrências criminais, designadamente ao roubo.

Para o efeito, sublinha o comunicado, a ação policial deve pautar-se por uma maior mobilidade em ambiente urbano, “que permita uma ação mais dinâmica, visando reduzir o tempo de resposta, inviabilizar a prática de ilícitos criminais e neutralizar as fugas de suspeitos”.

“Esta adequação passou pela constituição de equipas operacionais que se desloquem em motociclos, qualificando-se pela sua elevada capacidade reativa, considerando o seu grau de mobilidade num meio urbano, caracterizado por fluxos rodoviários saturados e por vezes com larguras de via reduzidas”, acrescenta.

Segundo a PSP, as EPRI contribuem para operacionalizar e dar corpo aos conceitos de “Polícia Integral e Segurança ‘Just in Time’ (mesmo a tempo), aliando uma elevada capacidade operacional, marcada pelo efeito dissuasor, rapidez e versatilidade, à forte componente de visibilidade policial”.

Foto: Facebook de Comando Distrital de Braga da PSP

Com as EPRI, que começaram hoje a trabalhar em toda a área de responsabilidade da PSP no distrito de Braga, pretende-se, desde logo, complementar o patrulhamento apeado e automóvel com o aumento da visibilidade e facilidade de deslocação.

Aumentar o sentimento de segurança dos cidadãos e das comunidades e reforçar a resposta policial nas áreas mais problemáticas e em relação aos fenómenos criminais mais graves, não só através da celeridade de reação mas também com caráter preventivo, são outros dos objetivos.

As EPRI pretendem ainda responder a ocorrências que comportem elevados graus de ameaça ou de risco.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares