Seguir o O MINHO

Futebol

Adepto do Vizela acusado por chamar “macaco” e mandar para África jogador do Fafe

Arguido responde por discriminação e incitamento ao ódio e à violência

em

Jogo decorreu no Estádio do Vizela. Foto: DR

O Ministério Público acusa um adepto do FC Vizela do crime de discriminação e incitamento ao ódio e à violência por, num jogo de futebol, em março de 2018, ter insultado de “macaco” e instado a que fosse para África um jogador da equipa adversária, a AD Fafe.

Em nota publicada na sua página, a Procuradoria Geral Distrital do Porto refere que o Ministério Público considerou indiciado que, no dia 18 de março de 2018, no Estádio do Vizela, ao minuto 88 do jogo de futebol a contar para o Campeonato de Portugal, série A, por ocasião da substituição de um jogador da AD Fafe, “o arguido desceu três degraus da bancada onde se encontrava a assistir a esse jogo juntamente com outras pessoas e dirigiu ao referido atleta insultos fundados na sua raça e cor da pele, nomeadamente ‘preto’ e ‘macaco’, instando-o a que fosse para África e a que fosse comer bananas”.

O Ministério Público defendeu na acusação que ao arguido seja aplicada também a sanção acessória de interdição de acesso a recintos desportivos.

Populares