Seguir o O MINHO

Barcelos

Adepto do Benfica de Barcelos atingido com pedra sujeito a operação de 7 horas

Autocarro foi perseguido por viatura ligeira, quando passava na zona de Grijó/Gaia, na A1.

em

Foto: DR

O adepto de Barcelos que sofreu ferimentos graves no rosto, quando regressava do Estádio da Luz, no final do Benfica-SC Braga, do passado dia 23 de dezembro, foi operado esta quinta-feira no Hospital de Vila Nova de Gaia, onde continua internado.

A intervenção cirúrgica para reconstruir duas órbitas, dois ossos malares, osso frontal, nasal e maxilar superior durou sete horas.

Bruno Simões, residente em Roriz, sofreu múltiplas facturas na cara e ficou com vários dentes partidos, quando um autocarro com simpatizantes e sócios da Casa do Benfica de Barcelos foi atacado com arremesso de pedras, à passagem pela zona de Grijó/Gaia, da autoestrada A1.

Segundo se sabe agora, o autocarro foi perseguido por um automóvel, de onde foi atirado um paralelo, primeiro, que partiu um vidro e atingiu uma mulher. Mais à frente, a viatura voltou a aproximar-se e foi atirado um segundo paralelo, que causou os ferimentos graves ao adepto de Barcelos.

“Só esperamos que se faça justiça, e que o culpado pague bem caro”, disse a O MINHO um familiar do jovem de 20 anos, na semana passada.

O incidente foi repudiado pelo clube de Lisboa.

Populares