Adega de Monção bate recorde de vendas e fatura 18 milhões

Em 2023
Foto: DR

A Adega Cooperativa de Monção faturou quase 18 milhões de euros em 2023 e atingiu um número recorde vendas, “sobretudo no mercado internacional, onde se verifica um crescimento de 22% face ao período homólogo”, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a Adega revela que os Estados Unidos da América e Inglaterra lideram as exportações.

Por outro lado, no mercado nacional, a Adega de Monção sofreu “uma ligeira queda, mas que foi colmatada pela positiva expansão internacional”.

“Este crescimento sente-se dentro e fora de portas com a multiplicação de prémios que tem recebido. Só este ano, contabilizam-se um total de sete, quase um por cada mês”, salienta a Cooperativa com mais de 65 anos e que integra produtores de Monção e Melgaço.

“O contexto internacional que vivemos causa-nos muita apreensão e exige-nos uma gestão ainda mais regrada e ponderada, mas continuamos convictos na força da marca e na qualidade dos vinhos que produzimos. Os números mostram-nos isso mesmo. É com orgulho e responsabilidade redobradas que encaramos estes resultados”, adianta o presidente da Adega, Armando Fontainhas, citado no comunicado.

No total, no último ano, a Adega de Monção registou um volume de faturação de 17.788.585,88 euros, com os vinhos da região a crescerem, particularmente, nos Estados Unidos da América (57%), Inglaterra (38%), França (86%), Austrália (98%) e Países Baixos (3%). Simultaneamente, entraram, também, nos mercados de Israel, Áustria e Islândia.

Os resultados alcançados permitiram distribuir mais de dois milhões de euros aos seus cooperantes, que se refletiram em 0.25€/kg de uva entregue.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Tem 18 anos, é "dos jogadores de maior potencial da América do Sul” e vai reforçar o Braga

Próximo Artigo

Marcha LGBT+ de Barcelos volta a sair à rua em julho

Artigos Relacionados
x