Seguir o O MINHO

Fafe

Acusada de matar o namorado em Fafe fica em prisão preventiva

Crime ocorreu em 2017

em

Foto: DR

A jovem de 22 anos que foi acusada de matar o namorado, de 21 anos, fica em prisão preventiva após decisão do juiz de instrução do Tribunal de Guimarães. O crime ocorreu em Fafe a outubro de 2017.

A acusada estava em liberdade, mas o juiz entendeu que as medidas de coação estavam defasadas e chamou a jovem a tribunal. A acusação diz a mulher esfaqueou a vítima e depois lavou a faca, segundo avança o Correio da Manhã.

Até agora, a jovem estava proibida de ir a Fafe. A agressão terá ocorreu por causa de ciúmes.

A acusada nunca chegou a ser formalmente detida, mas vai ficar agora em prisão preventiva a aguardar julgamento pelos crimes de violência doméstica agravada e homicídio qualificado.

Anúncio

Fafe

Antiguidades e arte sacra furtadas em Fafe são recuperadas

Um suspeito foi identificado

em

Foto: Divulgação/GNR

A GNR recuperou, esta quinta-feira em Fafe, arte sacra furtada e antiguidades no valor de 5 mil euros.

No âmbito de uma investigação iniciada pelo furto de duas residências no concelho de Cabeceiras de Basto, entre 28 de setembro e 2 de outubro, os militares realizaram uma busca domiciliária e duas buscas em veículos que culminaram na apreensão de diversos objetos: duas figuras religiosas, um relógio em madeira antigo, dois candeeiros de barro antigos, um pulverizador em cobre, uma bomba manual de trasfega de vinho, e vários instrumentos utilizados pelo suspeito para proceder aos furtos em residência (pés de cabra, lanternas, entre outros).

Os objetos recuperados seriam posteriormente escoados através de venda ambulante.

Durante as diligências foi identificado um homem, de 51 anos, que já cumpriu um ano de prisão por furtos de antiguidades e arte sacra, tendo os factos sido participados ao Tribunal Judicial de Cabeceiras de Basto.

Continuar a ler

Ave

GNR apreende armas ilegais e munições em Fafe

Investigações

em

Foto: GNR

A GNR apreendeu a um homem de 76 anos, em Fafe, cinco armas de fogo e “mais de 2.000 munições,” informou hoje a autoridade.

No âmbito de uma investigação que durava há mês e meio, os militares apuraram que o suspeito teria armas e munições na sua posse, “sem que estivesse habilitado para tal”, segundo um comunicado da GNR.

A autoridade policial realizou uma busca domiciliária, tendo apreendido 2.157 munições de diversos calibres, três espingardas, uma espingarda de pressão de ar e uma pistola.

Noutra investigação, a GNR apurou que um homem, também de Fafe, de 55 anos, agredia a sua mulher e uma busca domiciliária permitiu apreender uma caçadeira.

Os suspeitos foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Fafe.

Continuar a ler

Fafe

Homem em prisão preventiva por violência doméstica em Fafe

Suspeito de 56 anos

em

Foto: DR/Arquivo

Um homem de 56 anos ficou em prisão preventiva pela prática do crime de violência doméstica sobre a companheira, de 44 anos, após ter sido detido pela GNR de Braga em Fafe, anunciou aquela força policial.

A GNR esclarece que o homem foi detido na sexta-feira, em Fafe, na sequência do cumprimento de um mandado de detenção e de outro de busca domiciliária que levou à apreensão de “munições de caçadeira e um chicote”.

“No âmbito de uma investigação de violência doméstica, foi possível apurar que o suspeito teria exercido violência física e ameaçado a sua companheira, de 44 anos, com uma arma de fogo”, refere o Comando Territorial de Braga da GNR.

“O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal Judicial de Guimarães, tendo sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva”, acrescenta.

Continuar a ler

Populares