Seguir o O MINHO

Fafe

Acusada de matar o namorado em Fafe fica em prisão preventiva

Crime ocorreu em 2017

em

Foto: DR

A jovem de 22 anos que foi acusada de matar o namorado, de 21 anos, fica em prisão preventiva após decisão do juiz de instrução do Tribunal de Guimarães. O crime ocorreu em Fafe a outubro de 2017.

A acusada estava em liberdade, mas o juiz entendeu que as medidas de coação estavam defasadas e chamou a jovem a tribunal. A acusação diz a mulher esfaqueou a vítima e depois lavou a faca, segundo avança o Correio da Manhã.

Até agora, a jovem estava proibida de ir a Fafe. A agressão terá ocorreu por causa de ciúmes.

A acusada nunca chegou a ser formalmente detida, mas vai ficar agora em prisão preventiva a aguardar julgamento pelos crimes de violência doméstica agravada e homicídio qualificado.

Anúncio

Fafe

Fafe: Mulher encontrada morta em casa com sinais de violência

Em Arões

em

Imagem: Fafe TV

Uma mulher, com 75 anos, foi encontrada morta no interior da sua habitação, esta terça-feira, em Arões, Fafe.

Segundo disse a O MINHO Paulo Ferreira, comandante dos Bombeiros de Fafe, a idosa foi encontrada cadáver no chão de uma cozinha que dava acesso à habitação, num cenário grotesco de sangue e desarrumação.

Os vizinhos deram por falta da senhora, de manhã, por esta não ter recolhido o pão, como era hábito. Acabaram por esperar algum tempo até que decidiram alertar as autoridades.

A GNR deslocou-se e solicitou a comparência dos Bombeiros de Fafe para procederem à abertura da porta da habitação.

Quando entraram, o cenário era “grotesco”. “Havia sangue por todo o lado, até no frigorífico, e estava tudo revirado, malas e gavetas abertas, tudo remexido, objetos espalhados pelo chão, tudo ensanguentado”, apontou o comandante.

Perante tal cenário, foi imediatamente alertada a Polícia Judiciária, que já está em Arões a proceder a investigações para apurar o sucedido.

Tudo indica que se tenha tratado de um assalto ocorrido durante a madrugada, mas ainda não há certezas.

No local, estiveram os Bombeiros de Fafe com uma ambulância e um veículo ligeiro para proceder à abertura da porta e a SIV de Fafe, que declarou o óbito.

A GNR registou a ocorrência que passou para a alçada da PJ.

Notícia atualizada às 11:30 (08/01) devido a uma troca no nome do comandante da corporação fafense

Continuar a ler

Ave

Grupo belga compra empresa de Fafe dedicada ao alumínio

Empresa já notificou a Autoridade da Concorrência

em

Foto: Google Maps

A Corialis, grupo sediado em Lokeren, Bélgica, e que fornece sistemas de perfis de alumínio, notificou a Autoridade da Concorrência (AdC) da compra da industrial Lingote Alumínios, empresa que em 2017 foi comprada pela gestora de fundos de ‘private equity’ da Oxy Capital.

A operação de concentração, notificada na passada quinta-feira à AdC, e hoje publicada na página de internet, consiste na aquisição, pelo grupo Corialis, através da sua subsidiária integralmente detida, Aliplast, do controlo exclusivo da Lingote Alumínios, empresa criada em 1994 e sediada em Fafe que se dedica à extrusão de perfis de alumínio e respetivo revestimento industrial.

O grupo Corialis é controlado pela CVC Capital Partners SICAV-FIS, ativo no fornecimento de sistemas de perfis de alumínio, incluindo janelas, portas, elementos de correr, sistemas de telhado e estufas, divisórias e balaustradas.

Em novembro de 2017, a Oxy Capital notificou a Adc da compra da Lingore, através do fundo Oxy Capital Mezzanine Fund.

 

Continuar a ler

Ave

Armas e munições apreendidas a dois suspeitos de violência doméstica em Fafe

Suspeitos foram identificados

em

Foto: DR / Arquivo

A GNR apreendeu armas e munições nas residências de dois homens, de 51 e 83 anos, identificados pelos crimes de violência doméstica no concelho de Fafe, anunciou hoje aquela força.

Em comunicado, aquela força policial avança que o homem de 51 anos maltratou física e psicologicamente, durante 14 anos, a sua companheira, de 62 anos.

Foi cumprido um mandado de busca domiciliária, tendo sido apreendida uma caçadeira, uma pistola adaptada para calibre 6.35 e 35 munições de vários calibres.

No segundo caso, os militares apuraram que o suspeito, de 83 anos, durante a relação de 53 anos, maltratava física e psicologicamente a sua mulher, de 81 anos, bem como as três filhas, quando eram menores de idade.

Também através de um mandado de busca domiciliária foi apreendida ao suspeito uma caçadeira e 41 munições de vários calibres.

Ambos os homens foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Guimarães.

Continuar a ler

Populares