Seguir o O MINHO

Fafe

Acusada de matar o namorado em Fafe fica em prisão preventiva

Crime ocorreu em 2017

em

Foto: DR

A jovem de 22 anos que foi acusada de matar o namorado, de 21 anos, fica em prisão preventiva após decisão do juiz de instrução do Tribunal de Guimarães. O crime ocorreu em Fafe a outubro de 2017.


A acusada estava em liberdade, mas o juiz entendeu que as medidas de coação estavam defasadas e chamou a jovem a tribunal. A acusação diz a mulher esfaqueou a vítima e depois lavou a faca, segundo avança o Correio da Manhã.

Até agora, a jovem estava proibida de ir a Fafe. A agressão terá ocorreu por causa de ciúmes.

A acusada nunca chegou a ser formalmente detida, mas vai ficar agora em prisão preventiva a aguardar julgamento pelos crimes de violência doméstica agravada e homicídio qualificado.

Anúncio

Ave

Menina de nove meses queimada com água a ferver em Fafe

Acidente

em

Foto: DR / Arquivo

Um bebé de nove meses sofreu queimaduras em segundo grau, ao final da tarde desta segunda-feira, em Fafe.

Ao que apurou O MINHO, a criança, uma menina, terá ficado queimada com água a ferver por acidente.

Para o local, na freguesia de Fornelos, foi mobilizada uma ambulância dos Bombeiros de Fafe apoiada pela ambulância de Suporte Imediato de Vida e pela viatura médica do INEM de Guimarães.

A criança foi transportada em “estado grave” para o Hospital de São João, no Porto.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Ave

Fafe atribui 100 mil euros a instituições sociais e de saúde

Apoio social

em

Foto: Ivo Borges / O MINHO

A Câmara de Fafe anunciou hoje que vai atribuir subsídios no valor de 100 mil euros a várias instituições do concelho com atividades nas áreas social e da saúde.

Os subsídios têm como objetivo ajudar as instituições que operam no terreno no apoio às pessoas com maiores dificuldades, garantindo, segundo o município, que “tenham uma vida digna e com as condições de sobrevivência a que todos têm direito.”

Segundo aquela autarquia do distrito de Braga, a decisão foi aprovada por unanimidade no executivo municipal.

Raul Cunha, presidente da Câmara de Fafe, citado num comunicado enviado à Lusa, considera que “estas instituições representam uma mais-valia através das suas áreas de atuação”.

“Estes apoios vão estimular e promover a atividade destas instituições que têm um papel fundamental junto da comunidade fafense”, acrescenta o autarca.

O autarca salientou ainda “a importância de, neste período especial de pandemia que vivemos, Fafe beneficiar da presença de um conjunto amplo e diversificado de instituições de caráter social que, em articulação e com o apoio da autarquia, têm desenvolvido ações de resposta social nas diferentes áreas e são fundamentais para o dia-a-dia de várias famílias com dificuldades do concelho.

Continuar a ler

Ave

Cinco detidos durante jogo de poker dentro de um café em Fafe

Jogo ilegal

em

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Cinco pessoas foram detidas pela GNR, na madrugada de sábado, por jogo ilegal dentro de um estabelecimento comercial em Fafe.

Ao que apurou O MINHO, os detidos são quatro indivíduos que jogavam poker a dinheiro e o proprietário do estabelecimento.

Para além das detenções, os militares apreenderam cerca de 1.500 euros em dinheiro que estaria a ser utilizado para o jogo em causa.

Os jogos de fortuna ou azar a envolver dinheiro não são permitidos. De acordo com o artigo 3 da Lei do Jogo, “a exploração e a prática dos jogos de fortuna ou azar só são permitidas nos casinos existentes em zonas de jogo permanente ou temporário criadas por decreto-lei”.

Os cinco visados foram constituídos arguidos e restituídos à liberdade.

Continuar a ler

Populares