Seguir o O MINHO

Ave

Fafe: Acusada de matar companheiro após mensagem no Facebook alega que foi acidente

Diz não se ter apercebido que o companheiro tinha sido atingido pela faca

em

Foto: DR

Uma mulher acusada de matar à facada o companheiro em Fafe, em outubro de 2017, alegou na manhã desta segunda-feira que se tratou de um acidente, numa altura em que os dois se empurravam mutuamente.

No início do julgamento, esta segunda-feira no Tribunal de Guimarães, a arguida, de 23 anos, disse que, num primeiro momento, nem sequer se apercebeu que o companheiro tinha sido atingido pela faca.

Disse ainda que, após ouvir o companheiro pedir socorro, ligou imediatamente para o INEM e foi ministrando os primeiros socorros à vítima, de acordo com as orientações que lhe iam sendo dadas.

Num testemunho emocionado, a arguida contou que, após mais uma discussão conjugal, pegou numa faca de cozinha com intenção de furar os pneus do carro do companheiro, o que acabaria por não fazer, por alegada “falta de coragem”.

Quando, ainda com a faca na mão, tentava entrar em casa, o companheiro terá tentado impedi-la, tendo os dois ficado a empurrar-se mutuamente.

“Ele largou-me de repente, eu entrei, pousei a faca no sítio dos talheres lavados e ia-me vestir, quando ele começou a gritar a pedir ajuda”, relatou.

Só aí se terá apercebido que o companheiro tinha um corte “na zona do peito”.

A vítima acabaria por morrer no dia seguinte, no hospital.

A mulher está acusada pelo Ministério Público (MP) de homicídio qualificado e de violência doméstica agravada.

O MP considerou indiciado que a relação entre a arguida e o companheiro “se mostrou sempre conturbada”.

Segundo a acusação, a culpa era da arguida, por ser “possessiva, controladora, manipuladora e obcecada pela vítima”.

O MP diz que a arguida, que classifica como mulher “charmosa”, vigiava as redes sociais Facebook e Instagram do companheiro, controlava-lhe o telemóvel e dirigia-lhe insultos, nomeadamente através de mensagens de telemóvel.

A acusação acrescenta que a arguida socou e arranhou o companheiro, encetou discussões em locais públicos por motivos de ciúmes e enviou-lhe mensagens de forma insistente para o telemóvel, a qualquer hora do dia ou da noite, como forma de pressão psicológica.

Ainda segundo a acusação, na madrugada de 17 de outubro de 2017, em Fafe, na casa em que residiam, a arguida terá encetado com o companheiro uma discussão, alegadamente depois de lhe ter consultado no telemóvel as mensagens nas redes sociais e ter verificado que ele enviara os parabéns à ex-namorada.

“Na sequência da discussão, pelas 04:15, como o companheiro fizesse tenções de abandonar a residência, não acedendo aos seus pedidos para que ficasse, a arguida, com uma faca que trouxera da cozinha, desferiu-lhe um golpe no pescoço, matando-o”, refere ainda a acusação.

Uma acusação completamente refutada pela arguida, que alegou que as discussões entre o casal resultaram, numa primeira fase, de problemas de dinheiro e, depois, dos ciúmes do companheiro.

A arguida disse que nunca bateu ao companheiro e que era este que lhe batia.

“Eu apenas me defendia”, disse.

Disse ainda que só na noite dos factos é que acedeu ao telemóvel do companheiro, tendo então ficado agastada com o teor de uma mensagem de parabéns que ele enviara à ex-namorada.

Nessa altura, decidiu que iria sair de casa, tendo-se então gerado nova discussão, que acabaria com a facada fatal.

O depoimento da arguida prossegue durante a tarde.

Anúncio

Ave

Bombeira em choque após acidente com ambulância em Famalicão

EN 206

em

Foto: Direitos Reservados (via "Correio da Manhã")

Uma pessoa sofreu ferimentos e uma bombeira ficou em estado de choque depois de uma colisão a envolver uma ambulância INEM, ao início da noite desta sexta-feira, em Pousada de Saramagos, Famalicão.

A colisão ocorreu na Estrada Nacional 206 e envolveu a viatura de emergência médica alocada aos Bombeiros Famalicenses e um carro ligeiro, cujo condutor sofreu alguns ferimentos.

No local, estiveram os Bombeiros Famalicenses, depois do alerta ter sido dado cerca das 20:30 horas.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Ave

Jovem de 21 anos identificado por furtos em residências em Celorico de Basto

Recuperado material furtado

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um jovem de 21 anos foi identificado por militares do Núcleo de Investigação Criminal de Fafe da GNR por suspeitas de ser o autor de diversos furtos em residência  e garagens no concelho de Celorico de Basto, foi hoje anunciado.

Em comunicado enviado a O MINHO, aquela polícia aponta que o suspeito, já referenciado em outros delitos criminais, terá furtado, ao longo das últimas semanas, uma bicicleta avaliada em 600 euros, seis telemóveis topo de gama, uma máscara de paintball e uma lanterna.

“O suspeito usava o método de arrombamento para entrar nos locais visados e furtar material que lhe interessasse, sendo também suspeito de diversos roubos”, aponta a mesma nota.

Foi constituído arguido, tendo os factos sido remetidos para o Tribunal Judicial de Fafe.

Continuar a ler

Guimarães

Cafés em Guimarães para combater as demências

“Café Memória”

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

A 49.ª sessão do Café Memória de Guimarães terá lugar na Escola Francisco de Holanda, este sábado, voltada para o tema “O Alzheimer na lógica da Gerontologia”, foi hoje anunciado.

Terá como palestrante Alessandra Ruão, gerontóloga e possuidora de diversificadas competências úteis aos doentes e cuidadores de Alzheimer.

O Café Memória é um local de encontro destinado a pessoas com problemas de memória ou demência, aos respetivos familiares, cuidadores e aos demais interessados na matéria.

A organização pretende criar “um momento de troca de experiências que contribua para o apoio solidário entre pares”.

Estas sessões decorrem num contexto informal, acolhedor, reservado e seguro, sempre com a colaboração de profissionais de saúde ou de ação social e assume-se já como um projeto de referência a nível nacional.

A sessão decorre entre as 10:00 e as 12:00, com entrada gratuita.

Continuar a ler

Populares