Redes Sociais

Ponte de Lima

Acidente em Ponte de Lima deixa três pessoas feridas, uma em estado grave

a

Foto: Idalina Casal/JN

Dois veículos colidiram na noite deste domingo em Ponte de Lima, na freguesia da Correlhã, deixando três pessoas ficaram feridas, sendo uma delas em estado grave.

A colisão aconteceu na “curva da ponte de pau”, zona conhecida por ter acidentes regularmente na estrada nacional 203. Chovia no momento e a estrada estava escorregadia.

Duas das vítimas, um casal, estavam no carro que vinha no sentido Viana do Castelo-Ponte de Lima, e a outra, uma mulher, na direção oposta.

Foto: Idalina Casal/JN

Os três foram transportados para o Hospital de Viana do Castelo. A estrada ficou parcialmente cortada ao trânsito no sentido que vinha o casal durante aproximadamente uma hora.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) esteve no local a registar a ocorrência, e 14 elementos dos bombeiros estiveram presentes apoiados por seis viaturas.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Alto Minho

Canil do Alto Minho não quer que lei que proíbe abate de animais entre já em vigor

Canil instalado em Ponte de Lima serve os dez concelhos do distrito de Viana e Esposende.

Publicado

a

O Canil Intermunicipal do Alto Minho defende que a lei que proíbe o abate de animais deve ser prorrogada por dois anos, “caso as medidas alternativas de controlo da sobrepopulação animal não surtam efeito”, informou hoje aquela estrutura.

Em resposta escrita a um pedido de esclarecimento enviado pela agência Lusa, a propósito da entrada em vigor, a partir do dia 23, da proibição de “abate ou occisão de animais em Centros de Recolha Oficial (CRO)”, aquela estrutura explicou ter proposto “a introdução de um n.º 3, no artigo 3.º da portaria n.º 146/2017”, que estipula aquela medida.

O número um daquele artigo refere que a “existência de animais errantes deve ser evitada mediante a promoção da sua captura, esterilização e adoção e pela implementação de programas de captura, esterilização e devolução no caso de colónias de gatos, eliminando-se, progressivamente, no prazo de dois anos a contar da data da entrada em vigor da Lei n.º 27/2016, de 23 de agosto, o recurso ao seu abate como forma de controlo da população de animais errantes”.

Canil intermunicipal do Alto Minho, em Ponte de Lima. Foto: Divulgação / CIM Alto Minho

O número dois diz que “findo o prazo referido no número anterior, os CRO não podem recorrer ao abate ou ocisão de animais de companhia por motivos de sobrelotação e de incapacidade económica, salvo por razões que se prendam com o estado de saúde ou o comportamento dos mesmos”.

A CIM do Alto Minho propõe, assim, a introdução de um terceiro ponto para que: “O prazo referido no número um pode ser prorrogado por períodos de dois anos, por despacho do Diretor-Geral de Alimentação e Veterinária, caso as medidas alternativas de controlo da sobrepopulação animal, consagradas naquela portaria, não tenham ainda surtido um efeito real e haja evidência comprovada através de informação coligida pela Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, que o número de recolhas e capturas é superior ao número de cedências”.

Canil intermunicipal do Alto Minho, em Ponte de Lima. Foto: Divulgação / CIM Alto Minho

Na nota, hoje enviada, o responsável pela área administrativa e financeira da CIM do Alto Minho, Miguel Matos, adiantou que a proposta de alteração foi aprovada, por unanimidade, maio, em Conselho Intermunicipal e remetida à Associação Nacional Municípios Portugueses (ANMP), à Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) e ao ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural.

O canil intermunicipal do Alto Minho, instalado em Ponte de Lima, funciona desde dezembro de 2008, num investimento superior a 370 mil euros. Aquela estrutura serve os dez concelhos do distrito de Viana do Castelo (Arcos de Valdevez, Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira), e o município de Esposende.

Canil intermunicipal do Alto Minho, em Ponte de Lima. Foto: Divulgação / CIM Alto Minho

De acordo com os números fornecidos por Miguel Matos, “entre 2011 e 2017, aquele canil recolheu 1.077 animais (entre cães e gatos), tendo sido adotados 241”. Atualmente, a estrutura, que possuir três funcionários, acolhe 90 animais.

Em 2017, o orçamento da estrutura rondou os 95.910 euros, sendo que a comparticipação dos municípios foi de cerca de 72.491 euros e as receitas de 23.418 euros.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Trânsito retomado nos acessos à A3/A27 em Ponte de Lima oito horas após despiste

Em Refóios do Lima.

Publicado

a

O trânsito foi retomado às 16:00 no nó de acesso às autoestradas A3 e A27, em Refóios, Ponte de Lima, mais de oito horas depois de ter sido cortado hoje após o despiste de um veículo pesado, informou a GNR.

Fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo adiantou que os trabalhos de remoção do veículo implicaram a intervenção de uma grua e reboques.

Foto: Facebook de Delfim Gomes Vania

Foto: Facebook de Delfim Gomes Vania

Foto: Guilherme Martins Carvalho no grupo de Facebook “Operação STOP Viana do Castelo”

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo, o corte de trânsito nos dois sentidos neste nó de acesso à A3 (Porto/Valença) e à A27 (Viana do Castelo/Ponte de Lima) ocorreu, hoje, cerca das 08:21.

De acordo com a mesma fonte, o despiste daquele veículo, que transportava carne, provocou ferimentos ligeiros nos dois ocupantes da viatura que foram transportados ao hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

O alerta do acidente foi dado às 08:03 e ao local compareceram dez operacionais e três viaturas dos bombeiros voluntários de Ponte de Lima, duas patrulhas da GNR, uma ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) e a concessionária da autoestrada.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Despiste de camião corta trânsito nos acessos à A3/A27 em Ponte de Lima

Em Refóios.

Publicado

a

Foto: Guilherme Martins Carvalho no Grupo Operação STOP Viana do Castelo (Facebook)

O despiste de um veículo pesado de transporte de mercadorias obrigou esta quinta-feira ao corte de trânsito no nó de acesso às autoestradas A3 e A27, em Refóios, Ponte de Lima, disse à Lusa fonte da proteção civil.

Foto: Facebook de Delfim Gomes Vania

Segundo a fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo, o corte de trânsito nos dois sentidos neste nó de acesso à A3 (Porto/Valença) e à A27 (Viana do Castelo/Ponte de Lima) ocorreu cerca das 08:21.

Foto: Facebook de Delfim Gomes Vania

De acordo com a mesma fonte, o despiste daquele veículo, que transportava carne, provocou ferimentos ligeiros nos dois ocupantes da viatura que foram transportados ao hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo.

Foto: Facebook de Delfim Gomes Vania

O alerta do acidente foi dado às 08:03 e ao local compareceram 10 operacionais e três viaturas dos bombeiros voluntários de Ponte de Lima, duas patrulhas da GNR, uma ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) e a concessionária da autoestrada.

Continuar a ler

Populares