Seguir o O MINHO

Região

Acidente na A3 condiciona trânsito

em

Foto: Facebook de José Carlos Martins / Grupo "Moina na Estrada"

Um acidente na A3, na zona da saída de Santo Tirso (quilómetro 20/21), no sentido Porto-Braga, está a provocar constrangimentos na circulação, esta quarta-feira de manhã.

O alerta foi dado às 07:45.

Do choque resultou um ferido ligeiro que foi transportado ao Hospital de Famalicão.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Famalicão

Violenta colisão provoca um ferido encarcerado na estrada que liga Famalicão e Guimarães

Em Requião

em

Foto: Facebook de Paulo Machado / Grupo "Moina na Estrada"

Uma violenta colisão na Estrada Nacional (EN) 206, que liga Vila Nova de Famalicão e Guimarães, provocou esta terça-feira dois feridos, um dos quais ficou encarcerado, em Requião.

Segundo disse a O MINHO fonte dos bombeiros, as vítimas, ambas do sexo feminino, têm 39 e 42 anos de idade. O alerta para o acidente rodoviário foi recebido às 12:23.

Foto: Facebook de Paulo Machado / Grupo “Moina na Estrada”

No local, prestaram assistência os Bombeiros Voluntários de Famalicão e Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Centro Hospitalar do Médio-Ave, para onde os feridos foram transportados.

Continuar a ler

Póvoa de Lanhoso

Sete armas apreendidas a suspeito de perseguir ex-mulher na Póvoa de Lanhoso

Mulher de 47 anos “temia pela sua própria vida”

em

Foto: GNR

A GNR apreendeu esta terça-feira várias armas de fogo e munições, na Póvoa de Lanhoso, na sequência de uma denúncia de violência doméstica, informou hoje o Comando Territorial de Braga.

Numa nota enviada a O MINHO, aquela força de segurança refere que a apreensão resultou da queixa apresentada por uma mulher de 47 anos, que era “perseguida pelo seu ex-marido e que temia pela sua própria vida”, uma vez que o homem possuía aquele conjunto de armas.

Na sequência dessa denúncia, a GNR da Póvoa de Lanhoso levou a cabo uma investigação que culminou no cumprimento de um mandado de busca à residência do suspeito, da qual resultou a apreensão de sete armas – duas caçadeiras, duas espingardas de ar comprimido, dois revolveres e uma carabina – e 350 munições – 171 cartuchos, calibre 12 e 179 munições de diferentes calibres.

O suspeito foi constituído arguido e sujeito a termo de identidade e residência.

Os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial da Póvoa de Lanhoso.

Continuar a ler

Arcos de Valdevez

Arcos de Valdevez investe 100 mil euros na reabilitação de zonas ribeirinhas

Áreas afetadas por incêndios

em

Foto: CM Arcos de Valdevez

A Câmara de Arcos de Valdevez investiu 100 mil euros na reabilitação e requalificação das margens do rio Vez, afetadas pelos incêndios ocorridos em 2017 e 2018, informou hoje a autarquia do distrito de Viana do Castelo.

Os trabalhos de limpeza e reabilitação incidiram nas zonas ribeirinhas “desde o Poço das Caldeiras, em Loureda, até ao Lugar da Igreja, em Sistelo, à bacia hidrográfica do rio Vez, com intervenções de bioengenharia ao longo deste troço do rio Vez e de pequenas linhas de água que nele desaguam, bem como realizadas operações de manutenção e reforço da galeria ripícola”.

“A prioridade foi intervir nas linhas de água que atravessam áreas ardidas, procurando desta forma minimizar o arrastamento de cinzas e matéria orgânica, evitando o assoreamento do rio Vez e a contaminação das suas águas”, sustentou o município.

Segundo a Câmara de Arcos de Valdevez, os 100 mil euros foram investidos “na construção de barreiras naturais, designadamente micro açudes, filtros de palha, bio rolos, faxinas vivas e entrelaçados, aproveitando material resultante da retirada de material vegetativo seco e das podas de arejamento realizadas ao longo do rio Vez”.

“A galeria ripícola foi ainda reforçada com plantação de espécies ribeirinhas e de estacaria de salgueiro”, especificou.

A empreitada, financiada pela Agência Portuguesa de Ambiente (APA), “contou com a colaboração dos proprietários com terrenos confinantes com as linhas de água intervencionadas”.

Continuar a ler

Populares