Seguir o O MINHO

Futebol

A perder 2-0, Famalicão dá a volta e vence Braga por 3-2 na última jornada da Liga

I Liga

em

O Famalicão venceu hoje o SC Braga, por 3-2, com uma reviravolta alcançada nos 10 minutos finais, na 34.ª e última jornada da I Liga portuguesa de futebol, garantindo o oitavo lugar.

Os arsenalistas até entraram melhor no encontro e, ao intervalo, estavam a vencer por 2-1. Mas, já perto do fim, o Famalicão conseguiu fazer a reviravolta, e subir cinco posições na classificação final.

Logo no primeiro minuto, os bracarenses inauguraram o marcador com Ricardo Horta, que fez o 93.º golo ao serviço do clube e se tornou no melhor marcador de sempre da formação minhota.

Ainda assim, o Famalicão, num ritmo de jogo bastante elevado, assumiu uma postura mais agressiva e, aos 18 minutos, fez o primeiro remate com perigo à baliza através de Pêpê. Hornicek defendeu seguro.

No entanto, foi o Sporting de Braga que voltou a chegar novamente ao golo. Aos 19 minutos, após um cruzamento de André Horta, Vítor Oliveira cabeceou, nas alturas, para o golo.

A reação da equipa famalicense não tardou e começaram os lances de perigo que deixaram a formação comandada por Carlos Carvalhal em dificuldades.

E, na verdade, o golo acabaria por surgir ainda antes do intervalo, relançando o jogo. Simon Banza reduziu a desvantagem, aos 43 minutos, após um cruzamento de Bruno Rodrigues para a área.

Já em tempo de compensação, Bruno Rodrigues esteve perto de fazer o golo do empate com um remate potente. Valeu uma grande defesa de Hornicek.

Para o segundo tempo, o Famalicão manteve a pressão, anulando por completo o Sporting de Braga que não conseguiu contrariar a supremacia da equipa da casa.

Logo aos 48 minutos, Heriberto tinha tudo para fazer o empate mas cabeceou ao lado.

Seguiram-se uma série de lances de perigo para a formação da casa que demonstravam que a reviravolta estaria iminente. Aos 52 minutos, Banza rematou cruzado à baliza mas a bola saiu ligeiramente ao lado e, aos 56, Hornicek voltou a estar em destaque ao defender um remate de Pêpê. Na recarga, Bruno Rodrigues atirou por cima.

Depois de grande pressão, os comandados por Rui Pedro Silva acabariam por chegar à igualdade aos 80 minutos com um golo de Bruno Rodrigues. E, a um minuto do fim do tempo regulamentar, Banza marcou de cabeça, após um canto, o golo da vitória.

Os adeptos presentes nas bancadas do Municipal de Famalicão estavam ao rubro com mais uma conquista da equipa, mas no relvado o cenário era outro. Após o apito final os jogadores das duas equipas envolveram-se em confrontos. Riccieli viu cartão vermelho e Pickel terminou no relvado, tendo sido retirado de maca.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Municipal de Famalicão.

Famalicão – Sporting de Braga, 3-2.

Ao intervalo: 1-2.

Marcadores:

0-1, Ricardo Horta, 1 minuto.

0-2, Vítor Oliveira, 19 minutos.

1-2, Banza, 43.

2-2, Bruno Rodrigues, 80.

3-2, Banza, 89.

Equipas:

Famalicão: Zlobin, Penetra, Riccieli, Alex Nascimento (Batubinsika, 74), Adrián Marín (Dolcek, 68), Pickel, Pêpê, Bruno Rodrigues, João Carlos Teixeira (Cadiz, 80), Heriberto (Kadile, 68) e Banza.

(Suplentes: Luiz Júnior, Diogo Queirós, Gustavo Assunção, Kadile, Batubinsika, Dolcek, De La Fuente, Marques e Cadiz).

Treinador: Rui Pedro Silva.

Sporting de Braga: Hornicek, Paulo Oliveira, David Carmo (Tormena, 46), Diogo Leite (Roger, 84), Fabiano, Al Musrati, André Horta (Castro, 57), Rodrigo Gomes (Moura, 57), Abel Ruiz, Vítor Oliveira (Falé, 80) e Ricardo Horta.

(Suplentes: Tiago Sá, Tormena, Lucas Mineiro, Moura, Dinis Pinto, Roger, Bruno Rodrigues, Castro e Falé).

Treinador: Carlos Carvalhal.

Árbitro: Manuel Mota (AF Braga).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Al Musrati (12), Pickel (12), David Carmo (35), Pêpê (38), Tormena (59), Banza (90). Cartão vermelho direto para Riccieli (após o final do encontro).

Assistência: Cerca de 4.500 espetadores.

 

Populares