60 mil euros por ano para apoiar comunidades ciganas em Braga

Protocolo entre BragaHabit e Fundação La Caixa
Foto: Ilustrativa / DR

Sessenta mil euros por ano para apoiar as comunidades ciganas de Braga no combate ao insucesso escolar, no acesso ao emprego e na saúde (comportamentos de risco e dependências). É este o objetivo do protocolo que vai ser assinado entre a empresa municipal BragaHabit e a Fundação La Caixa, e que vai ser votado terça-feira em reunião de Câmara.

O gestor da BragaHabit, Carlos Videira, adiantou hoje a O MINHO que, mediante o acordo, a La Caixa – dona do banco BPI – investe 30 mil euros em 2023, e o Munícipio entra com igual quantia.

O acordo diz que o Programa ValorISA será lançado para o ano de 2023-2024, podendo ser renovado anualmente por acordo das partes, até um máximo de três edições, tendo por objetivo o apoio a projetos que proponham soluções inovadoras para os seguintes problemas sociais: ações que visem o sucesso escolar e o acesso a processos de aprendizagem ao longo da vida, com implementação do Programa no ano de 2023”.

Visa, ainda, a “promoção da Empregabilidade e de Oportunidades de Carreira Profissional e de soluções que promovam hábitos de vida saudável, livres de consumos dependentes e comportamentos de risco.

Carlos Videira adiantou que as partes podem renovar o programa para 2024 e 2025.

Em termos práticos – explicou – a BragaHabit, através do Human Power Hub – Centro de Inovação Social de Braga (HPH) aplicará 35 mil euros na execução direta do programa, no caso na luta contra o insucesso escolar – mas abrirá um concurso para que as instituições sociais do concelho possam apresentar projetos, sendo escolhido um deles, a quem serão atribuídos 25 mil euros para a sua concretização.

La Caixa e Human Power Hub

O protocolo a assinar sublinha que, “no quadro da entrada do Banco BPI, S.A. no Grupo CaixaBank (de Barcelona, Espanha), a Fundação La Caixa iniciou em 2018 a sua atividade em Portugal com o objetivo de contribuir para o bem-estar dos portugueses, incluindo através de um impacto positivo na área da social e em pessoas em situação mais vulnerável. Em 2020, o Município de Braga e a Fundação Bracara Augusta criaram o Human Power Hub – Centro de Inovação Social de Braga, com o objetivo de “dar uma resposta transformadora aos problemas da comunidade local, um centro concebido para servir como fonte de novas soluções para os desafios do século XXI e que tem por base a promoção da inovação social e que visa o desenvolvimento de iniciativas de impacto no setor público, no setor corporativo, no setor do conhecimento e no setor da sociedade civil”.

O Programa de Valorização da Inovação Social Aberta (doravante, ValorISA ou Programa) “potenciará o desenvolvimento de projetos centrados na satisfação de necessidades sociais do Município, identificadas em conjunto, bem como a geração de sinergias entre entidades sociais, empresas e instituições ligadas ao desenvolvimento do conhecimento”.

Promove, ainda, relações de cooperação e colaboração para procurar e implementar soluções para os vários desafios que surgem neste contexto”.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Antiga Agros em Vila do Conde dá lugar a bomba de gasolina, supermercado e habitações

Próximo Artigo

Criança e pais feridos após colisão em Braga

Artigos Relacionados
x