Seguir o O MINHO

Valença

5G: Primeira ligação mundial em ‘roaming’ em mobilidade ocorreu em Valença

Quinta geração móvel

em

Ricardo Pacheco. Foto: Divulgação

A Vodafone Portugal e a Vodafone Espanha realizaram hoje a primeira ligação 5G mundial em ‘roaming’ em mobilidade, num percurso entre Tui (Espanha) e Valença (Portugal), sendo que Corunha e Vigo serão cidades com esta tecnologia até ao verão.

A ligação em quinta geração móvel (5G), tendo como parceiro tecnológico a Ericsson, foi realizada durante uma viagem de cerca de sete quilómetros entre Tui e Valença do Minho, em que dois jogadores profissionais de videojogos, entre os quais o português Ricardo ‘Fox’ Pacheco, esteve a jogar na rede móvel da Vodafone sem qualquer interrupção da conexão durante o percurso.

No evento, a Vodafone Portugal mostrou aos jornalistas o primeiro telemóvel 5G, da Qualcomm, que integrou o teste hoje realizado.

O grupo Vodafone já tinha anunciado que iria ter 50 cidades europeias com 5G até final do ano, das quais seis espanholas: Madrid, Barcelona, Saragoça, Sevilha, Pamplona e Bilbau.

Entretanto, hoje foram anunciadas mais duas na Galiza: Vigo e Corunha.

Em Espanha, o grupo Vodafone vai ter estas cidades com 5G até ao verão.

“Dentro de pouco tempo, Vigo e Corunha serão cidades 5G”, afirmou António Coimbra, em Tui.

Relativamente a Portugal, a subsidiária portuguesa ainda não indicou as cidades, uma vez que não há calendário, nem modelo de atribuição da licença.

“É um momento que consideramos histórico”, afirmou o presidente executivo da Vodafone Espanha, António Coimbra, em Tui, aquando da conexão 5G em ‘roaming’ em mobilidade, ligação garantida por oito antenas da Ericsson, com metade das antenas em Portugal e outras tantas em território espanhol.

Manifestando-se “muito orgulhoso” em fazer esta ligação, a primeira a nível mundial, entre Portugal e Espanha, António Coimbra sublinhou que as “telecomunicações são motor de mudança” e que a nova tecnologia vai “permitir o desenvolvimento e melhorar a vida das cidades”.

Por sua vez, o presidente da Vodafone Portugal, Mário Vaz, começou por dizer que tinha lido que os escritores portugueses Fernando Pessoa e Luís Vaz de Camões terão tido “ascendência galega”, pelo que o local de realização do evento, na Galiza, não poderia ter sido o melhor.

“A cooperação entre Portugal e a Galiza” é um “bom exemplo”, quer em termos culturais como económicos, acrescentou.

“Cooperação é a nova palavra de ordem na nova revolução digital”, disse, apontando a longa parceria que a Vodafone de Portugal tem com a Ericsson.

Salientou ainda a importância de parcerias com as universidades e empresas no desenvolvimento da tecnologia.

Anúncio

Valença

Mais de uma tonelada de caranguejos vivos apreendidos em Valença por não terem sido apresentados à lota

Crustáceos foram devolvidos ao habitat natural

em

Foto: GNR

A GNR apreendeu, no domingo, 1.180 quilogramas de caranguejos vivos na zona de Valença, que depois devolveu ao seu “habitat natural”, anunciou hoje a Unidade de Controlo Costeiro daquela força policial.

Durante uma ação de fiscalização rodoviária para verificar o “transporte de pescado fresco e moluscos bivalves”, os militares do Destacamento de Controlo Costeiro de Matosinhos da GNR intercetaram uma viatura que transportava 59 sacos de caranguejo, avaliados em cerca de 10.620 euros, que não tinham sido apresentados à lota.

No comunicado, a GNR indica que “o regime de venda de pescado fresco prevê que a primeira venda seja, obrigatoriamente, realizada em lota, pelo sistema de leilão”, efetuado para “manter e preservar um mecanismo regulador de preços”, bem como para assegurar a “transparência na constituição de preços e pelo controlo higiossanitário do pescado”.

Durante a ação da GNR, foi também identificado um homem de 52 anos e elaborado o respetivo auto de contraordenação por fuga à lota, infração punível com 3.740 ou 44.891 euros, consoante o número de infratores.

Continuar a ler

Valença

Casal suspeito de tráfico de droga detido em Valença

Pela PJ

em

Foto: DR / Arquivo

A Polícia Judiciária (PJ) deteve em flagrante delito um casal em Valença por alegado tráfico de drogas, anunciou hoje aquela força policial.

Em comunicado, a PJ refere que a detenção ocorreu no sábado, e que “os suspeitos foram detidos em flagrante delito, na posse de 50 mil doses de haxixe”, que lhes foram apreendidas.

“No decurso de buscas a que foram sujeitos”, acrescenta PJ, foi apreendido “mais produto estupefaciente, designadamente heroína”, bem como “uma balança e dinheiro”.

O pastor, de 49 anos, e a comerciante, de 48, vão ser presentes às autoridades judiciárias competentes para interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Continuar a ler

Valença

Um morto e quatro feridos em Valença após atropelamento em festa

Em Ganfei

em

Foto: DR / Arquivo

Um homem morreu hoje depois de ter sido atropelado por um carro esta madrugada em Ganfei, Valença, num acidente que provocou ainda quatro feridos ligeiros, disseram à Lusa fontes da Proteção Civil.

O homem que morreu foi, pelas 00:00, “colhido por um carro” que circulava no largo onde decorriam as festas da Senhora da Esperança, no lugar das Azenhas, freguesia de Ganfei, e ficou “entalado contra um muro”, sofrendo “ferimentos em todo o corpo”, explicou à Lusa o comandante dos bombeiros de Valença, Miguel Lourenço.

O veículo “colheu outras três pessoas que estavam na festa”, que também sofreram ferimentos ligeiros, tal como um dos ocupantes da viatura, disse o comandante.

O vítima que morreu tinha sofrido ferimentos graves e, quando ia a caminho do hospital de Braga, “o estado de saúde agravou-se” e foi tomada a decisão de a transportar para o hospital de Ponte de Lima, “onde veio a falecer”, acrescentou.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo, o atropelamento provocado por um automóvel ligeiro provocou “cinco feridos, quatro ligeiros e um grave”.

Para o local, de acordo com a página da Internet da Proteção Civil, foram mobilizados 16 homens e oito viaturas, dos bombeiros de Valença, de Monção, e da GNR, entre outros.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares