Seguir o O MINHO

Braga

Braga: 50 mil beatas recolhidas vão ajudar a aquecer gatos de rua no inverno

em

O movimento Braga para Todos anunciou esta terça-feira que cerca de 50 mil beatas recolhidas durante o mês de agosto, em Braga, vão ser transformadas em mobiliário para animais de rua.

A proposta foi feita pelo arquiteto bracarense Guy Arnaud, integrante também do movimento ativista, e “visa implementar o conceito de economia circular na cidade ao serviço das políticas públicas de proteção de animais”, refere o movimento.

As beatas foram recolhidas durante cinco sessões de Braga Plogging, que decorreram no centro da cidade, como conta Elda Fernandes, porta-voz do movimento.

“Havia a possibilidade de as entregar ao laboratório da paisagem em Guimarães, porém, como o nosso movimento é de ação local queríamos que estas tivessem uma segunda vida e ficassem cá, até para as pessoas perceberem que o denominado lixo pode não o ser”, refere.

O arquiteto já efetuou alguns testes para transformar as beatas em matéria de isolamento para os abrigos, e a experiência terá corrido “bem”. Em breve “será construído o primeiro abrigo onde apenas se recorrerá a material reutilizado e cada modelo será original e personalizado”.

Projeto de Guy Arnaud

Guy Arnaud salienta que as beatas foram descontaminadas e reaproveitadas para fazer isolamento térmico e os resíduos das pontas aproveitadas para a compostagem.

Os abrigos serão feitos com material recuperado como por exemplo: madeira de paletes, tetra pak de pacotes de leite, filtros de beatas, papel plástico entre outros materiais.

O movimento salienta que este projeto terá apenas “um ou dois” modelos disponíveis que serão cedidos a privados, caso não seja possível colocar em local público.

Com esta ação, o Braga para Todos declara urgência na implementação de mais parques caninos em freguesias centrais da cidade de Braga.

Anúncio

Braga

Três bombeiros de Póvoa de Lanhoso infetados com covid-19

Covid-19

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

Três bombeiros da corporação da Póvoa de Lanhoso estão infetados com covid-19, confirmou O MINHO junto de fonte daquela associação humanitária.

Ao que apurámos, os três elementos são voluntários, não recebendo qualquer salário da corporação, e encontram-se agora em isolamento obrigatório.

Face aos resultados positivos, conhecidos este domingo, outros 16 bombeiros foram colocados em isolamento profilático por terem contactado com os operacionais contagiados.

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde, o concelho de Póvoa de Lanhoso regista 58 casos de infeção pelo coronavírus.

Continuar a ler

Braga

BE repudia ‘expulsão’ dos feirantes do Mercado Municipal de Braga

Protesto

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

A comissão concelhia de Braga do Bloco de Esquerda (BE), veio hoje a público “repudiar” o afastamento provisório dos feirantes do Mercado Municipal para outro local, afastado do centro da cidade.

Os bloquistas criticam o processo de relocalização e acusam a autarquia de não ter preocupações com os feirantes, alegando que os mesmos não foram ouvidos por Ricardo Rio, presidente da Câmara.

“No contexto actual, em que cerca de 100 famílias se encontram privadas de rendimentos provenientes do seu trabalho, a única medida que a CMB tem para com estes trabalhadores é expulsá-los do local onde sempre estiveram”, acusam.

Consideram ainda que, na localização junto ao Mercado Municipal, é possível adaptar e assim garantir que as condições de segurança necessárias bem como as recomendações da DGS se cumpram, ao contrário da Alameda do Estádio, onde os feirantes serão alocados temporariamente.

Continuar a ler

Braga

Polícia Municipal de Braga passa a ter turno noturno a partir de 01 de junho

Segurança

em

Foto: Divulgação

O terceiro turno da Polícia Municipal de Braga entra em funcionamento a 01 de junho, com a incorporação plena de 15 novos elementos, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a autarquia refere que este novo turno vai “permitir o alargamento do horário de funcionamento da Polícia Municipal ao período noturno e aos fins-de-semana, atuando das 07:00 às 03:00.

Para o presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, a incorporação dos novos elementos constitui um momento importante para a valorização pública da PM, que passa a contar com um efetivo de 48 agentes.

“Durante anos houve muitas críticas e reservas por parte dos cidadãos em relação à actuação da PM e dos seus agentes. Hoje, essa realidade está completamente ultrapassada”, assegurou durante a cerimónia que assinalou a integração dos novos elementos.

O autarca anunciou ainda que o município irá retomar o processo de promoção profissional dos agentes já durante o próximo ano: “Em 18 anos só houve uma promoção nas carreiras e julgamos que isso é fundamental para poder incentivar o desempenho dos agentes”.

Durante o próximo ano, o município irá assumir novas responsabilidades na área da gestão do trânsito o que, segundo Ricardo Rio, irá exigir a actuação da PM em articulação com as demais forças de segurança.

“Todas estas mudanças visam contribuir para a valorização da PM e para servir melhor os cidadãos. Estamos muito satisfeitos e confiamos no vosso desempenho”, declarou.

O ano de 2020 fica ainda marcado pelo início de funções do novo comandante da PM, Leandro Barbosa Ferreira.

Continuar a ler

Populares