Seguir o O MINHO

Guimarães

400 alunos apresentam em Guimarães concerto trabalhado ao longo do ano lectivo

Projeto de canto participativo para alunos em idade escolar entre os 8 e os 13 anos

em

Foto: DR

Chama-se Cantania e é um projeto de canto participativo para alunos em idade escolar, entre os 8 e os 13 anos, que, ao longo do ano letivo, ensaiam canções, coreografias e preparam adereços com a ajuda dos professores na sala de aula.

Em Guimarães, o Cantania começou a ser implementado no ano de 2017, sendo que este ano vai completar a sua 3ª edição com o concerto “A DE BROSSA”.

O espectáculo está marcado para hoje, às 11:30 e às 17:30, no Grande auditório do Centro Cultural Vila Flor, e conta com a participação de 17 escolas e com cerca de 400 alunos do 1º e 2º ciclos.

Joan de Brossa, o poeta plástico, importante representante das letras catalãs do século XX, deixou uma obra valiosa que abarcava a literatura, o cinema, a escultura, a pintura e o teatro.

Sempre presente na sua obra, a poesia (que nas suas palavras “existe em todas as coisas, como a eletricidade”), convida à busca da beleza, ao jogo e a um olhar crítico sobre o mundo que nos rodeia.

Blanca e Bruna, duas amigas que se encontram fechadas numa biblioteca durante um fim de semana, são levadas a descobrir o universo da magia, do jogo e das palavras do poeta e, através deles, à descoberta de um novo olhar poético sobre si próprias e sobre a vida.

O Cantania foi concebido e é produzido pelo serviço educativo do L’Auditori de Barcelona. Em 2016 cumpriu 27 anos de existência. Nos últimos anos, o projeto tem-se estendido de Barcelona ao resto da Catalunha, Madrid, Valladolid, Sevilha, Salamanca, Zaragoza, Alcanyís, Caracas, México D.C, Mainz, Bremen e Bruxelas.

A entrada é livre e condicionada à lotação do espaço.

Anúncio

Guimarães

Charles Lloyd em novembro na abertura do festival Guimarães Jazz

Saxofonista norte-americano

em

O saxofonista norte-americano Charles Lloyd abrirá em novembro o festival Guimarães Jazz, cuja 28.ª edição se apresenta com uma visão baseada “na estrita pulsação do presente”, anunciou hoje a organização.

Charles Lloyd, o “superlativo saxofonista” que aos 81 anos está “em pleno fulgor criativo”, como apresenta o festival, regressa ao Guimarães Jazz a 07 de novembro, com um concerto no Centro Cultural Vila Flor em formato quinteto.

O Guimarães Jazz contará com 13 concertos repartidos entre 07 e 16 de novembro, programando com “uma visão baseada não em passadismos inconsequentes, nem em futurismos estéreis e já ultrapassados, mas na estrita pulsação do presente”.

Além de Charles Lloyd, o festival assinala ainda o regresso a Portugal do saxofonista norte-americano Joe Lovano (13 de novembro) e as atuações do baterista holandês Han Bennink com a ICP Orchestra (11 novembro) e do percussionista mexicano Antonio Sánchez (08 novembro), premiado pela banda sonora do filme “Birdman”, de Iñárritu.

Dos Estados Unidos chegarão também a Guimarães dois pianistas nascidos nos anos 1970 e, segundo a organização, conectados com o presente: Vijay Iyer e Craig Taborn, a 09 novembro, com uma atuação intitulada “The Transitory Poems”.

A Orquestra de Guimarães atuará a 14 de novembro com a vocalista e compositora sueca Lina Nyberg, para interpretar “Terrestrial”, o último capítulo de uma trilogia musical que é um “extraordinariamente criativo e politicamente pertinente manifesto em defesa da natureza”.

Este ano, além da parceria com a Porta Jazz, haverá uma nova colaboração com o coletivo Sonoscopia. Com ambos haverá atuações de músicos como Miguel Moreira, Rui Rodrigues, Gustavo Costa e Julius Gabriel.

Continuar a ler

Guimarães

Centro histórico de Guimarães recebe sessões de ciência e observação de morcegos

Atividades decorrem durante o período do verão

em

Foto: DR

Observação de morcegos no Castelo de Guimarães, sessões de Ciência no Centro Histórico e histórias para crianças misturadas com muitas experiências, no jardim da Biblioteca Municipal Raul Brandão – são algumas das atividades que o Curtir Ciência promove até 15 de setembro, em vários pontos do concelho de Guimarães, no âmbito do “Ciência Viva no verão (Em Rede)”.

As sessões de “Ciência na Praça” realizam-se todas as quintas-feiras a partir de 18 de julho e até 12 de setembro (com exceção de 15 de agosto, feriado nacional), a partir das 16:00 horas, dedicadas a temas distintos: viscosidade, bolas de sabão, canetas 3D, robótica e instrumentos de navegação.

Estão programados dois percursos de observação de morcegos, um pela cidade e outro no Castelo de Guimarães, guiados por Daniel Ferreira, monitor científico do Curtir Ciência com trabalho académico sobre este grupo de seres vivos tão importante para o equilíbrio dos ecossistemas.

O programa não esquece as sessões de Astronomia, uma em agosto, outra em setembro, no cenário singular do Castelo de Guimarães, assim como “Geologia na Cidade”, dois percursos pelo Centro Histórico de Guimarães para explorar a sua história e os seus recursos geológicos.

Continuar a ler

Guimarães

Detido por tráfico de cocaína em Guimarães

Suspeito ficou sem o produto e sem cerca de 2 mil euros

em

Um homem de 39 anos foi detido, esta quarta-feira, em Guimarães, por tráfico de estupefacientes, informou hoje o Comando Distrital de Braga da Polícia de Segurança Pública (PSP).

Foto: Comando Distrital da PSP de Braga

Numa nota publicada na sua página nas redes sociais, a PSP refere que a detenção ocorreu na Avenida de Margaride, na cidade vimaranense, tendo o suspeito na sua posse cocaína suficiente para 10 doses, que lhe foram apreendidas, bem como três telemóveis e 23,44 euros em numerário.

De seguida, foi realizada uma busca domiciliária da qual resultou a apreensão de mais 25 doses do mesmo produto estupefaciente e ainda mais 1.948 euros.

O detido vai agora ser presente ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Famalicão.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares