Seguir o O MINHO

Famalicão

340 milhões do Portugal 2020 para as empresas famalicenses

Programa Operacional Regional do Norte

em

Foto: Divulgação / CM Famalicão

A Câmara de Famalicão anunciou, esta quarta-feira, que as empresas famalicenses têm “sabido aproveitar de forma positiva os incentivos financeiros do Portugal 2020”.


De acordo com a autarquia, foram 340 milhões de euros captados em fundos europeus e estruturais para o período 2014-2020, “em investimento elegível dos projetos de empresas de Famalicão já aprovados pelos programas operacionais”.

O Compete 2020 (Programa Operacional de Competitividade e Internacionalização) e o Norte 2020 (Programa Operacional Regional do Norte) deram luz verde, até ao momento, a 380 novos projetos de empresas do concelho que se candidataram a verbas comunitárias do Portugal 2020, gerido pelo Governo, anunciou a autarquia.

O Compete 2020 aprovou 115 projetos (243,2 milhões de euros de investimento) e o Norte 2020 deferiu 265 projetos (95,6 milhões de euros). E são estes 380 projetos empresariais que representam um investimento global elegível de 340 milhões de euros.

A atribuição dos incentivos financeiros europeus “potenciou o desenvolvimento de projetos em domínios como a competitividade e internacionalização, a inclusão social e emprego, o capital humano e a sustentabilidade e eficiência no uso de recursos”.

Anúncio

Ave

Têxtil de Famalicão cria “sweat” com gola que substitui a máscara

Covid-19

em

Foto: Divulgação

Uma têxtil de Vila Nova de Famalicão vai lançar, no outono, uma “sweat” que tem integrada uma gola de proteção, alternativa à máscara facial, com elevados níveis de filtração e respirabilidade, anunciou hoje a gerente.

Em declarações à Lusa, Márcia Oliveira sublinhou que a ideia foi criar uma “sweat” simultaneamente eficaz, funcional e atrativa.

“É um produto pensado essencialmente para o regresso às aulas. Em vez de terem de andar sempre com a máscara, os alunos terão apenas de levar a ‘sweat’, ficando o problema resolvido de uma forma ‘fashion’ e prática”, referiu.

Disse ainda que o produto se destina também às atividades de grupo, como caminhadas.

A gola ajusta-se ao rosto e, na zona frontal, agrega uma membrana de nanofibra que, segundo Márcia Oliveira, confere um nível de filtração de 99,9 por cento de todos os microorganismos e partículas perigosos presentes no ar.

Todas as peças têm acabamento antimicrobial de última geração, com efeito neutralizador de vírus envelopados, como é o caso do Sars Cov-2.

Ambas as tecnologias já foram testadas pelo Textile Research Institute, de Espanha, e pelo Institut Pasteur de Lile, na França, respetivamente.

A “sweat” estará disponível no mercado a partir do final de setembro.

O mercado nacional é o alvo imediato, mas a empresa já está a “fazer alguns contactos” com vista à exportação, designadamente para Espanha e França.

Com sede em Fradelos, Famalicão, a MO Tex – Márcia Oliveira Têxteis foi fundada há cerca de meio ano.

Pouco depois, surge a pandemia de covid-19 e a consequente crise económica e social, que obrigou muitas empresas a reinventarem-se.

“Foi o que fizemos. Nascemos com uma confeção têxtil ‘normal’ e rapidamente virámos a agulha para produtos que não estavam, obviamente, no nosso horizonte mas que passaram a ser prioritários por causa da pandemia”, explicou Márcia Oliveira.

Além da “sweat”, a MO Tex decidiu também apostar em máscaras, golas que servem que máscaras e calças de fato de treino.

Continuar a ler

Ave

Suspeito de tráfico de droga apanhado com heroína em Famalicão

PSP

em

Foto: DR / Arquivo

Um homem de 47 anos foi detido por tráfico de droga, na segunda-feira, em Famalicão, anunciou hoje a PSP.

A detenção ocorreu no âmbito de um processo de investigação da Brigada de Investigação Criminal da Esquadra de Famalicão.

Da ação resultou, ainda, a apreensão de heroína suficiente para 21 doses, de 14 euros em numerário, um telemóvel e uma navalha.

O detido passou a noite nas celas de detenção da PSP Guimarães e é hoje presente a primeiro interrogatório judicial em Famalicão.

Continuar a ler

Ave

Carro deixado em campo de milho após despiste em Famalicão

Insólito

em

Foto: Cidade Hoje

Um carro foi deixado no meio de um campo de milho, na freguesia de Mouquim, em Famalicão, após ter-se despistado.

Segundo a rádio Cidade Hoje, a viatura foi lá parar na noite de sábado para domingo após se ter despistado na Rua de Ançariz.

Foto: Cidade Hoje

As marcas de travagem mostram que o condutor ainda tentou evitar a queda ao campo, mas sem sucesso.

Ainda de acordo com aquela rádio, o local é agora um ponto de atração de vários curiosos para tirar fotos ao insólito.

A Cidade Hoje avança que o proprietário do automóvel já foi identificado e deverá ser notificado para proceder à remoção do mesmo.

Continuar a ler

Populares