Seguir o O MINHO

Braga

Ricardo Rio diz que residência universitária na Confiança deve ser apoiada por todos

Eleições autárquicas

em

Foto: Divulgação / Coligação Juntos Por Braga

Ricardo Rio defende que a instalação de uma residência universitária com capacidade para 600 estudantes, nas antigas instalações da Fábrica da Confiança devia ser “projeto de interesse comum”. O candidato da Coligação Juntos Por Braga falava após reunião com a Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM).

“Só com esse projeto duplicamos a capacidade instalada de camas na cidade de Braga. É de notar o alinhamento estratégico entre a candidatura da coligação, a AAUM e Universidade do Minho, no sentido de privilegiar a importância daquela intervenção e de não ter qualquer condescendência para a sua não concretização. Acho que devia existir uma mobilização de todas forças políticas para exigir que esse projeto seja uma realidade e mais depressa quanto possível”, frisou Ricardo Rio, citado em comunicado enviado a O MINHO.

O candidato da coligação que junta PSD, CDS-PP, PPM e Aliança destacou que a possibilidade de tornar a antiga escola da Francisco Sanches em residência é um projeto completamente descartado, pois ali será instalado um Centro Cultural e o Arquivo Municipal.

Para além das preocupações com a habitação universitária em Braga, a AAUM – de acordo com o comunicado da Coligação – apontou também o dedo à mobilidade suave.

“A questão da mobilidade é muito importante. Porque pode tornar a universidade mais sustentável retirando o volume de carros do campus, aligeirando o trânsito no acesso com o reforço do sistema de transporte mais amigo do ambiente. Seja com viaturas elétricas ou o Metro bus”, apontou, defendo uma “estação” de transporte público dentro do campus com ligação ao hospital.

Apesar de a AAUM reconhecer que nos últimos oito anos têm sido criadas condições para a fixação de jovens licenciados em Braga, esta não deixou de assumir a necessidade de um reforço. E aqui Ricardo Rio revelou que o Innovation Eco Village é um projeto que pretende acomodar milhares de postos de trabalho. “Um projeto que ficará instalado na antiga Quinta dos Peões e que visa captar empresas inovadoras e tecnológicas. Um projeto importante para a nossa economia e que reforça o desenvolvimento do nosso concelho. Que vai beber de todo o potencial da Universidade do Minho e que vai comandar milhares de postos de trabalho”, destacou.

Populares