Barcelos distinguido com prémio “Viver em Igualdade”

Igualdade
Foto: O MINHO

O Município de Barcelos foi distinguido com o Prémio Viver em Igualdade 2020/2021, no âmbito da iniciativa bienal promovida pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG).

O Prémio “Viver em Igualdade” tem como objetivo distinguir municípios com práticas que promovam os objetivos da Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não Discriminação 2018-2030 – Portugal + Igual, designadamente nas dimensões da igualdade entre mulheres e homens, da prevenção e combate à violência contra as mulheres e a violência doméstica, e a prevenção e o combate à discriminação em razão da orientação sexual, identidade, expressão de género e características sexuais.

Nesta quinta edição do prémio, o júri decidiu atribuir o Prémio a 15 municípios do país, sendo que Barcelos foi distinguindo pela primeira vez.

O Município de Barcelos tem vindo a investir na implementação de uma estratégia integrada neste âmbito de intervenção. Ciente das suas responsabilidades na promoção de políticas de igualdade de género e na sequência de todas as ações até hoje implementadas nesta área, o Município considera que contribuirá para um alicerçar do seu esforço permanente de integração da dimensão de género e do conceito de cidadania ativa nas dinâmicas de desenvolvimento social local.

Para Armandina Saleiro, Vereadora do Pelouro da Ação Social, esta distinção “é um prémio simbólico que reconhece a excelência do trabalho efetuado em prol da Igualdade, uma área em que ainda há muito a fazer”. “Este reconhecimento significa que têm sido dado passos importantes a nível local que se devem, sobretudo, a diversos mecanismos que têm vindo a ser adotados de consolidação das políticas locais de promoção da igualdade de género e integrado este princípio em diferentes instrumentos estratégicos do Município”.

Na candidatura apresentada eram destacadas as principais ações desenvolvidas pelo Município de Barcelos de forma consistente ao longo dos últimos anos, no sentido da criação de condições para a promoção de um debate alargado sobre a questão da igualdade de género e para os direitos e responsabilidades do exercício de uma cidadania plena.

A cerimónia de entrega dos prémios realiza-se no próximo dia 23 de outubro, em S. João da Madeira.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Já pode chamar a Maria do Pomar para lhe deixar fruta fresca à porta

Próximo Artigo

Vila Verde investe 150 mil euros para criar novos trilhos pedestres na natureza

Artigos Relacionados
x