Seguir o O MINHO

Guimarães

1250 crianças previstas nas Reisadas em Guimarães

Largo da Oliveira local escolhido para a iniciativa

em

O Largo da Oliveira e o Multiusos em Guimarães foram os locais escolhidos para acolher as iniciativas “Vamos Cantar as Reisadas” e o “Encontro de Reis – Idosos”, respetivamente, marcados para a próxima terça feira, 08 de janeirp.

O Município de Guimarães, os Jardins de Infância e ATL unem-se mais uma vez para celebrar o Dia de Reis com todas as suas crianças a cantar as Reisadas no Largo da Oliveira, entre as 10.00 horas às 12.00 horas. Estão confirmadas 19 Instituições e cerca de 1250 crianças, nesta iniciativa: Casa do Povo de Creixomil, Casa do Povo de Fermentões, Centro de Solidariedade Social Cultura e Desporto de Somelos, Centro Paroquial de S. Romão e Mesão Frio, Centro Social Padre Manuel Joaquim de Sousa, Centro Social Paroquial de Fermentões, Centro Social Paroquial de S. Dâmaso, Centro Social Paroquial N.ª Sr.ª da Conceição, Colégio do Ave, Colégio N.ª Sr.ª da Conceição, Fraterna, GDR “Os Amigos de Urgeses”, Infantário Nuno Simões, Jardim de Infância de S. Francisco, Lar de Santa Estefânia, Obra Social Sagrado Coração de Maria (Vila Pouca), Patronato de São Sebastião, Patronato N.ª Sr.ª da Oliveira e SARC Salgueiral.

Da parte da tarde, terá lugar o “Encontro de Reis – Idosos” entre as 14.30 horas às 17.00 horas, no Multiusos de Guimarães.  No sentido de preservar as tradições que caracterizam a quadra natalícia na proximidade entre as famílias e a comunidade, as Instituições de Apoio a Idosos do concelho vão celebrar os Reis interpretando temas alusivos à quadra.

Estima-se a participação de cerca de 1000 idosos, numa iniciativa que regista a colaboração de 39 instituições: Associação de Paralisia Cerebral de Guimarães, Associação para o Desenvolvimento das Comunidades Locais, Casa de Caldelas, Casa do Povo de Briteiros, Casa do Povo de Creixomil, Casa do Povo de Fermentões, Castreja, CCSIS Tabuadelo, Centro Social D. Manuel Monteiro de Castro, Centro Social da Paróquia de Polvoreira, Centro Social de Brito, Centro Social Paroquial de Ronfe, Centro Social N.ª Sr.ª do Carmo, Centro Social Padre Manuel Joaquim de Sousa, Centro Social Paroquial de Gondar, Centro Social Paroquial de Mascotelos – Santiago, Centro Social Paroquial N.ª Sr.ª da Conceição, Centro Social e Paroquial de S. Cristovão de Selho, Centro Social Recreativo e Cultural de Campelos, Centro Sócio Cultural e Desportivo de Sande S. Clemente, Clihotel, Encontro de Saberes, Fraterna, Irmandade de N.ª Sr.ª da Consolação e Santos Passos, Lar de Santo António, Lar Beneficente de S. Jorge de Selho, Santa Casa da Misericórdia de Guimarães, Venerável Ordem Terceira de S. Domingos, Venerável Ordem Terceira de S. Francisco, CAISA, Centro de Convívio de Mesão Frio, Centro Social Cultural e Desportivo de Silvares, Grupo Bem Viver, Grupo de Convívio de Infantas, Projeto Candoso Ativo, Projeto Enreda-te, Projeto Intervenção Local e Projeto Raízes.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Guimarães

Morreu adolescente de Guimarães portador de doença rara

Rúben sofria do síndrome de Mowat Wilson, doença rara com entre 10 a 15 casos diagnosticados em Portugal

em

Foto: YouTube de "GuimaraesDigital" (01/2017)

Um adolescente de Guimarães, que desde que nasceu lutava contra uma doença rara e sem cura, com entre 10 a 15 casos diagnosticados no país, morreu na madrugada desta quarta-feira, aos 16 anos. Rúben Ribeiro, residente em Fermentões, sofria do síndrome de Mowat Wilson.

Vídeo: Em janeiro de 2017, a claque “White Angels” doou uma cama articulada ao adolescente.

Segundo o Guimarães Digital, do Grupo Santiago, que avançou a notícia, o adolescente estava em coma no Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães, desde dezembro.

O funeral realiza-se esta quinta-feira, às 15:30, na Igreja da Nossa Senhora da Conceição.

Continuar a ler

Guimarães

Prémio Príncipe da Beira de ciências biomédicas com candidaturas abertas

Terceira edição.

em

A Universidade do Minho, o Município de Guimarães e a Fundação D. Manuel II, abriram as candidaturas para a terceira edição do Prémio Príncipe da Beira Ciências Biomédicas,as quais decorre até 31 de maio.

A Reitoria adiantou hoje que o galardão, no valor de 15 mil euros, “visa distinguir um investigador de excelência na área, com menos de 40 anos de idade, pretendendo apoiar o seu plano de pós-graduação a realizar numa instituição de I&D nacional e/ou estrangeira”.

“A iniciativa tem como objetivo primordial o de premiar anualmente a excelência científica e contribuir para abrir novos caminhos na investigação aplicada e ética no domínio das ciências biomédicas. Pretende também colaborar para o desenvolvimento de terapias avançadas e impulsionar o desenvolvimento de uma nova geração de investigadores com formação focada naquela área científica”, salienta a UMinho.

Acrescenta que, “é admitido a concurso um único plano de trabalho por candidato(a), o qual deverá ser executado por um período mínimo de um ano e ser enquadrado nos estudos pós-graduados, nomeadamente de doutoramento”.

O júri inclui personalidades e cientistas de mérito, como António Lobo Ferreira, Braga da Cruz, Rui L. Reis, Adalberto Neiva de Oliveira, Adelina Paula Pinto e Miguel Oliveira.

Continuar a ler

Guimarães

Guimarães recebe congresso internacional sobre a morte vista de “forma transversal”

Mais de 140 comunicações e personalidades de cinco continentes

em

Foto: Divulgação

A morte vista de “forma transversal”, do humor à religião, da arquitetura à filosofia, vai ser tema de um congresso internacional em Guimarães, de 21 a 24 de fevereiro, com mais de 140 comunicações e personalidades de cinco nacionalidades.

O I Congresso Internacional “A Morte: Leituras da Humana Condição”, organizado pelo Instituto de Estudos Avançados em Catolicismo & Globalização (IEAC-GO), em parceria com a Câmara Municipal de Guimarães, tem a particularidade de reunir “diversas ciências” e organizações “sem esquecer o rigor científico”.

O “fim da existência” tratado no “berço na nacionalidade” assume para a presidente do IEAC-GO uma “simbologia” própria, sendo que, segundo apontou Eugénia Magalhães, Guimarães foi escolhida para acolher o evento também porque o instituto quer “Instituto é fazer uma grande divulgação da cultura fora de Lisboa”.

“A morte faz parte da nossa existência e, por essa razão, a Comissão Científica resolveu realizar um congresso no sentido multidisciplinar e com pessoas de três Continentes e cinco Países”, apontou o presidente do Conselho cientifico do congresso, Paulo Alves.

Segundo explicou o responsável, o objetivo é “analisar o impacto da morte do ponto de vista das religiões, da arquitetura, dos filósofos, dos teólogos, sacerdotes, poetas, jornalistas e como os humoristas lidam com a morte”.

Paulo Alves explicou a multiplicidade de visões sobre o tema defendendo que “a morte não é propriedade de qualquer domínio, está em todas as culturas, profissões e religiões”.

Do lado da autarquia, a vice-presidente da Câmara Municipal de Guimarães destacou o programa “rico e que responde a várias áreas do saber”, sendo que com este tipo de eventos Guimarães “afirma-se como uma cidade de congressos, conhecimento, reforçando a identidade histórica e cultural”.

Além do congresso, o programa dos três dias inclui uma Noite de Cinema (dia 21), um concerto de Missa Brevis com João Gil, Luís Represas e Manuel Rebelo (dia 22) e a gravação do programa de rádio da Antena 1 “E Deus Criou o Mundo” (dia 23).

Entre os oradores confirmados estão nomes ocmo Ricardo Araújo Pereira, Sofia Reimão, Luciano Manicardi, Annabela Rita, José Carlos Seabra Pereira, Noa Carballa Rivas, Vitória Cava, Rodrigo Almeida e Sousa, Jorge Bacelar Gouveia, Tiago Cavaco, Marco Daniel Duarte, José Alberto Carvalho, Filipe Fontes, António Maia Gonçalves, Micaela Ramon, Alberto Mendes e Vítor Kajibanga.

As inscrições estão abertas ao público e devem ser feitas em http://congressointernacionalmorte.pt/.

Continuar a ler

Populares